sexta-feira, 23 de março de 2012

Mestre Aziz

Aziz Ab'Saber, dezembro de 2004
(Foto: Agência Estado/Arquivo)
Há uma semana a comunidade geográfica deu adeus a um dos grandes e importantes geógrafos brasileiros. Aziz Nacib Ab'Saber faleceu no último dia 16 aos 87 anos. 

É impensável hoje em dia uma pessoa com interesses em geografia nunca ter ouvido falar nele. Para se ter uma ideia, Ab'Saber definiu uma nova classificação da morfologia brasileira em que chamou-se de Domínios Morfoclimáticos. Os domínios morfoclimáticos brasileiros são definidos a partir das características climáticas, botânicas, pedológicas, hidrológicas e fitogeográficas; com esses aspectos é possível delimitar seis regiões de domínio morfoclimático.

Aziz Nacib Ab’Saber fez dos estudos profundos sobre a geografia do país as suas armas na defesa dos recursos naturais do país. O professor costumava dizer que é preciso conhecer e respeitar a natureza para manter o equilíbrio do meio-ambiente. Durante quase 70 anos dedicou seus estudos à geografia, se tornando referência no assunto no país e internacionalmente, tendo recebido o Prêmio Unesco para Ciência e Meio Ambiente de 2001, entre outros.

Foi diretor do Instituto de Geografia da USP, de 1969 a 1983, e presidente do Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Artístico, Arqueológico e Turístico do Estado de São Paulo (Condephaat), entre 1982 e 1983, onde trabalhou pelo tombamento da Serra do Mar. Ab'Saber também foi presidente da SBPC de 1993 a 1995 e desenvolveu trabalhos no Instituto de Estudos Avançados da USP (IEA/USP), onde era professor honorário. Ele ainda era professor emérito da Universidade Estadual Paulista (Unesp) e presidente de honra do Instituto de Cultura Árabe. 

O professor recebeu diversos prêmios como o Prêmio Jabuti em Ciências Humanas (1997 e 2005), e em Ciências Exatas (2007); o Prêmio Almirante Álvaro Alberto para Ciência e Tecnologia (1999), concedido pelo Ministério da Ciência e Tecnologia; a Medalha de Grão-Cruz em Ciências da Terra pela Academia Brasileira de Ciências; e o Prêmio Unesco para Ciência e Meio Ambiente (2001). 

Incansável, Aziz Ab’Saber era professor aposentado da USP, mas continuava trabalhando. Na quinta-feira (15), ele foi à sede da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), onde era presidente de honra, para entregar na tarde sua obra consolidada, de 1946 a 2010, em um DVD, para ser encaminhada a amigos, colegas da universidade e ao maior número de pessoas. 

Na dedicatória, segundo a SBPC, ele escreveu: 
“Tenho o grande prazer de enviar para os amigos e colegas da universidade o presente DVD que contém um conjunto de trabalhos geográficos e de planejamento elaborados entre 1946-2010. Tratando-se de estudos predominantemente geográficos, eu gostaria que tal DVD seja levado ao conhecimento dos especialistas em geografia física e humana da universidade” 
Ainda segundo a entidade, Ab'Saber morreu antes de ver publicada sua última obra que será o terceiro volume da coleção “Leituras Indispensáveis”, a ser publicado pela SBPC. Ele é autor de mais de 300 trabalhos publicados sobre estudos da geografia do Brasil. No segundo semestre de 2011, a editora Beca publicou o livro "A obra de Aziz Ab'Saber", uma homenagem ao professor que reuniu os artigos escritos por ele durante sua carreira. O livro é vendido com um CD com a tese de doutorado de Ab'Saber, concluída em 1957. 

*Com informações do G1 e Algo Sobre

0 comentários:

Postar um comentário

Todos os comentários necessitam de aprovação!

- Sugestões, críticas e/ou elogios escreva para: geografandoemfoco@gmail.com
- Siga no Twitter: @GeoemFOCO ou @Italocvs