quinta-feira, 15 de março de 2012

Aula de Campo II

A geografia serve, antes de mais nada, para fazer turismo.


Baía de Todos os Santos (Foto: Ítalo Costa)
Começo a postagem com uma pequena modificação do título do livro de Yves Lacoste "A geografia serve, antes de mais nada, para fazer guerra". É impensável fazer uma aula de campo em lugares com significados históricos, culturais e turísticos tão significativos e não se achar um turista. 

Fazendo um resumo sobre essa aula de campo: saímos de Vitória da Conquista para Jequié na quita-feira a noite e dormimos no campus da UESB em Jequié. Um breve detalhe: Ô cidade quentee! Pra quem já se acostumou com o clima agradável de Conquista, o resultado foi: sofrimento. Novo dia, partimos para Santo Antônio de Jesus e alguns se instalaram em um hotel e os outros foram para a UNEB (Universidade do Estado da Bahia) acampar. Detalhe: primeiro dia de acampamento apareceu um saruê e claro que uma parte feminina do acampamento se alterou. Segundo dia de acampamento choveu e tivemos que ir para salas. Foi emocionante (rsrs). Ainda na sexta-feira fomos para a vila de pescadores de Cações na Baía de Todos os Santos e lá os grupos responsáveis pelas temáticas estabelecidas puderam fazer questionamentos que futuramente serão transformados em um projeto de pesquisa.

Centro Histórico (Foto: Laise Querubina)
Sábado: Saímos com destino à Nazaré das Farinhas, cidade histórica e turística onde, por incrível que pareca, o Imperador Dom Pedro II visitou a cidade. Nazaré foi uma cidade polo de sua época pois uma ferrovia dava o suporte necessário para seu desenvolvimento. Porém, com a transição de ferrovia para rodovia, Nazaré acabou "falida". Seguindo viajem fomos para a Ilha e de lá seguimos de balsa para Salvador e visitamos o centro histórico. Salvador, apesar de seus problemas como toda cidade possui, tem sua beleza histórica. Eu como sou apaixonado por história também, confesso que estar no pelourinho e ouvir histórias que eu nunca imaginava ter acontecido naquele lugar me impressionou.

Geografia II Semestre, Pedagogia II e VII Semestres
 e os três professores
Domingo, último dia de campo, fomos para o centro da cidade de Santo Antônio analisar as localidades dos estabelecimentos e como o fluxo de pessoas, carros e mercadorias influência no desenvolvimento da parte central de uma cidade. Na tarde do domingo encerramos esse trabalho de campo e voltamos para a "realidade".

Mas da mesma forma que aconteceu na nossa primeira aula de campo (Aula de campo I), o que vivenciamos esses dias juntos vão ficar marcados. Conhecemos realmente como são as pessoas que convivem conosco. As resenhas e ainda mais durante a noite conversar sobre o dia vão ficar pra sempre. Infelizmente só teve 15 vagas para nossa turma, pois foi uma aula interdisciplinas. Muita gente gostaria de ir e aproveitar dessa aula.

Valeu a pena? Valeu!


PS: Então pessoas geógrafas!!! Comenta ai e diz a opinião de vocês sobre essa aula de campo. =)

3 comentários:

  1. Pois éé né.Quanto aprendizado em apensa quatro dias..Além de aprender sobre a história dos lugares aprendemos sobre os nossos colegas que convivem conosco praticamente todos os dias. Foi bom Dmais..Q venhas as próximas!!
    Obs: Não entendi a parte q diz "uma parte feminina do acampamento se alterou" kkkkk
    E conversar "sobre o dia" também fikou marcado..kkk

    ResponderExcluir
  2. Nossa, muito bom seu blog e seu relato! QUe bom que a Geografia ja te emociona desse jeito! Parabens!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado pelo seu elogio... E a Geografia tem sim me feito olhar o mundo com outros olhos...
      Obrigado =)

      Excluir

Todos os comentários necessitam de aprovação!

- Sugestões, críticas e/ou elogios escreva para: geografandoemfoco@gmail.com
- Siga no Twitter: @GeoemFOCO ou @Italocvs